terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Os 10 melhores trava línguas


"Travando a língua!" (imagem: !paco!)

Eu que gosto de trava línguas, gostaria de compartilhar a minha lista com os 10 melhores que já li em toda minha vida. É uma boa forma de exercitar a leitura, rir um pouco e descontrair com os amigos.

Agagá, agagá, a galinha quer botar.
Ijejê, ijejê, fui parar no Tietê.
Alô, alô, alô, o galo já cantou.
Amarelo, amarelo, fui parar no cemitério.
Roxo, roxo, roxo fui parar dentro do cocho.

Perlustrando patética petição produzida pela postulante, prevemos possibilidade para pervencê-la porquanto perecem pressupostos primários permissíveis para propugnar pelo presente pleito pois prejulgamos pugna pretárita perfeitíssima.

Disseram que na minha rua tem paralelepípedo feito de paralelogramos. Seis paralelogramos tem um paralelepípedo. Mil paralelepípedos tem uma paralelepipedovia. Uma paralelepipedovia tem mil paralelogramos. Então uma paralelepipedovia é uma paralelogramolândia?

Não confunda ornitorrinco com otorrinolaringologista, ornitorrinco com ornitologista, ornitologista com otorrinolaringologista, porque ornitorrinco, é ornitorrinco, ornitologista, é ornitologista, e otorrinolaringologista é otorrinolaringologista.

- Pedreiro da catedral está aqui o padre Pedro?
- Qual padre Pedro?
- O padre Pedro Pires Pisco Pascoal.
- Aqui na catedral tem três padres Pedros Pires Piscos Pascoais. Como em outras catedrais.

Mário Mora foi a Mora
com intenções de vir embora
mas, como em Mora demora;
diz um amigo de Mora:
- Está cá o Mora?
- Então agora o Mora mora em Mora?
- Mora, mora.

Tenho um colarinho
muito bem encolarinhado.
Foi o colarinhador
que me encolarinhou
este colarinho
Vê se és capaz
de encolarinhar
tão bem encolarinhado
como o encolarinhador
que me encolarinhou
este colarinho

Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos, ambos saberemos se somos sábios, sabidos ou simplesmente saberemos se somos sabedores.

Na jarra tem aranha e rã
a aranha arranha a rã
a rã arranha a aranha
nem a aranha arranha a jarra
nem a jarra arranha a rã

10º Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porem, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.
Pálido,porém personalizado, preferiu partir para Portugal
para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los.
Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos
pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente,pois
perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas.
Pisando Paris, permissão para pintar palácios pomposos,
procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza,
precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos,
perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.
Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder
prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam
pelo pensamento, provocando profundos pesares,
principalmente por pretender partir prontamente para Portugal.
-Povo previdente!
Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses.
-Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.
-Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois
pretendo progredir.
Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais,
porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo
provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.
Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porem, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu:
- Pediste permissão para praticar pintura, porem,
praticando, pintas pior.
Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias?
- Papai, - proferiu Pedro Paulo - pinto porque permitiste,
porem, preferindo,poderei procurar profissão própria
para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.
Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar,
procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois
pretendia por Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro!
Passando pela ponte precisaram pescar para poderem
prosseguir peregrinando. Primeiro, pegaram peixes pequenos, porem, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus.
Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar
pertinho, para procurar primo Pericles primeiro.
Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas palavras proferiram, porem prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porem, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos.
Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios.
Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando...
Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois
pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei.
Portanto, pronto pararei.

Para ter efeito é preciso ler bem rápido! Espero que gostem da lista, eu mesmo me travei lendo elas...

8 Comentários:

TD1 Foto Presentes disse...

Jesuis!! Tem uns que nem consigo ler, embaralha tudo!! kkkk

Muito bom!
Abraços.

LISON disse...

Saudações!
Amigo Silvio,
Que Post Fantástico!

Hoje você está muito inspirado... O seu Post é nota mil e o décimo item sobre o, Pedro Paulo Pereira Pinto, fechou com chave de ouro o seu texto!
Parabéns pelo lindo Post!
Abraços,
LISON.

Lady Sixties disse...

O último é bem "curtinho", né?

bjs

Markim disse...

Parabéns.

Esse post merece ser popular, muito bom e original...

Abraços.

los surtados disse...

nao sao trava linguas mais trava cerebros.

Serenissima disse...

Eu gosto dessa brincadeira ;)

Abraço

Sissym disse...

Eu sempre adorei isso... gosto de brincar com criança com estes travas linguas, tem uns otimos para elas.

Davi Kindlein Romio disse...

Gostei, uso este recurso em aulas de teatro. Colocado junto com a exigência de uma pronúncia...

Postar um comentário

Regras:
- O comentário precisa ter relação com o assunto.
- Comentários anônimos não são permitidos.
- Spams não serão aceitos
- Não serão tolerados erros do tipo: axim, vuxe, moxo.
- Para deixar sua URL comente com OpenID.
- Pedido de parceria, somente por email
- Backlinks são automáticos, não se preocupe.
- É proibido o xingamento ou ofensas.

OBS: Os comentários não refletem as opiniões do editor.

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO